Início > Sem categoria > Planejador: O coração do processo de manutenção

Planejador: O coração do processo de manutenção


Escrito por Tarek Atout

Imagine o seu corpo sem um coração

Muitas equipes de manutenção usam o papel do planejador como parte da configuração para planejamento e o processo de programação. O envolvimento do planejador no processo é uma demonstração de valor agregado. O impacto de ter um planejador dentro do grupo não é limitado por melhorias de eficiência e otimização dos custos e utilização dos recursos, mas se estende também a todo o processo de manutenção e trabalho de resolver falhas crônicas dos processos de manutenção.

 

O planejador é comprovadamente o coração do planejamento, programação e um dos braços que suporta todo o processo de manutenção. Como em um ser humano, um forte coração é uma indicação de uma boa saúde geral; um bom planejador é uma indicação de uma racionalização do processo de planejamento. O coração e responsável pela circulação do sangue dentro do corpo, enquanto um planejador é responsável por facilitar o fluxo de trabalho dentro do corpo da manutenção. Você já imaginou o seu corpo sem um coração?

Como você consegue estes benefícios esperados de um planejador? Como ocorre a seleção, desenvolvimento e o uso do planejador em sua organização. O planejador neste artigo significa a pessoa que executa o planejamento e as funções de programação. (Planejador / Programador). Nos parágrafos seguintes, tentarei explorar fielmente o perfil do planejador em simples e práticos trabalhos.

Seleção do planejador

A pessoa certa no lugar certo

Planejador não é o trabalho atribuído a qualquer um da equipe. É necessário desenvolver critérios de seleção que assegurem que a pessoa certa será escolhida. Os critérios devem ser tanto técnicos quanto pessoais e podem incluir:

Uma boa base de manutenção, como um dos profissionais da equipe de manutenção teria, sobre trabalhos específicos, principalmente, mecânicos, instrumentação e elétricos. A vantagem disso é que o planejador esteja familiarizado com a estrutura hierárquica da planta, histórico de equipamentos,  restrições de execução e necessidades especiais. Deve ser uma pessoa que conheça as políticas e procedimentos que são implementados pela empresa. Especialização em trabalhos específicos é uma habilidade fundamental, mas  como uma habilidade suporte, pois o planejador precisará ter conhecimento de múltiplos trabalhos.

Boa comunicação e habilidade de trabalho em equipe. Como parte integrante da equipe de manutenção, o planejador deve abrir os canais de comunicação com outras partes do processo (operação e times de manutenção). Isto facilitará a construção de parcerias com outros grupos interessados.

Conhecimento de informática. Serve como habilidade suporte e trará mais qualidade aos trabalhos do planejador.

Apresentação de conceitos de planejamento e filosofia para uma pessoa será muito fácil e ficando imerso nos processos de planejamento e programação será mais fácil e acessível.

Continua…

About these ads
CategoriasSem categoria
  1. Keylla Souza
    agosto 14, 2011 às 10:06 pm

    Gostei muito do artigo. A questão hoje, acredito, é que as empresas precisam adequar o planejamento da manutenção a sua realidade, o que em muitas ainda não acontece. Que realmente o planejador escolhido por ela, seja um total conhecedor das objetivos a serem atigindos, dos métodos a serem utilizados, e da equipe que irá executar. Nos deparamos muito com profissionais, mas despreparados para uma rotina sistematizada com relação as manutenções a serem aplicadas. Precisa-se preparar toda a equipe, desde o planejador ao executor para o total sucesso da tarefa.

    Keylla Souza

  2. Gilberto Teles
    agosto 31, 2011 às 1:32 am

    Deve-se tomar cuidado com o reducionismo com que tratam o planejamento, muito mais que elaboradores de programações e cronogramas; os planejadores sobretudo aqueles de cuja origem é a manutenção – chão de fabrica (diferente dos formaod em cursos de 24h) podem render muito mais em expertise e vivencia de área… as habilidades com informatica são como sabemos algo mais que este profissional pode utilizar como ferramenta de trabalho. Sem conhecimento e tecnicas aprendidas e apreendidas no labor da profissão e nos estudos elbaorados – capacitação, formção técnica e acadêmica, fica dificil planejar qualquer coisa… o planejamento no organograma não pode aparecer como subordinado, mas como colaborador afim de dar suporte decisório aos gestores, a execução x planejamento numa via de mão dupla fazo melhor para que os serviços sejam realizados da melhor maneira possivel, com cussto baixo, produtividade, qualidade e acima de tudo segurança

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 756 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: